• Admin

Afinal, o que é o marketing médico?

Afinal, o que é marketing médico?
Marketing na medicina

A classe médica tem sido pressionada cada dia mais por honorários baixos pagos por operadoras de planos de saúde, agenda de atendimento intensa e pouca rentabilidade em seus consultórios e clinicas.


Por outro lado, existem também os profissionais com carreira bem sucedida e que buscam estratégias para desafogar a sua agenda pessoal e a criação de marcas fortes baseadas em seu nome e sua reputação construída ao longo de anos de dedicação a profissão.


Muitos tem procurado a ajuda de agências de marketing médico para tentar reverter as situações acima. Mas, é preciso cautela, uma vez que marketing na medicina não pode ser considerado um "canivete suiço" que resolve todos os problemas de uma clinica.


É exatamente pela quantidade de informações na internet a respeito do marketing para médicos, muitas delas sem o menor embasamento téorico é que escrevemos esse artigo.


Marketing Médico - Por que a medicina precisa de marketing?


Ainda existe um parcela dos profissionais de saúde que consideram marketing como algo antiético e com o qual não deveriam se envolver.


Essa visão é limitada e alimentada muitas vezes por esteriotíopos e por colegas reconhecidos entre os pares muito mais pela sua exibição pública do que pela competência técnica.


Essa "over" exposição na mídia de alguns profissionais de medicina, especialmente aqueles ligados a procedimentos estéticos tem gerado muita controversia perante a comunidade médica, onde boa parte desaprova essa exposição excessiva com cunho fortemente comercial.


Há de se separar as coisas com critério. Para termos um alinhamento sobre o que é marketing na medicina, precisamospartir desse entendimento da finalidade do marketing médico e porque você precisa fazer marketing na sua clinica médica:


Marketing na medicina é a ciência de entender e atender necessidades, dores e desejos de uma parcela da população que tenha características demográficas, piscográficas e comportamentais específicas e semelhantes.


Bem, da definição acima você pode entender que:


  • Marketing médico não é faze autopromoção.

  • Marketing na medicina não é publicidade e propaganda do profissional, do seu consultório ou clinica médica.

  • Marketing na medicina não é trabalhar com influenciadores digitais.

  • Marketing na medicina não é somente aparecer para o público.

  • Marketing médico não é tentar "vender" para as pessoas aquilo que elas não precisam.


O CFM propõe regras bastante restritivas para a publicidade na medicina. É certo que a matéria prima exercicio da medicina é a saúde de seres humanos, portanto, há de se considerar com critério os elementos tradicionais do composto de marketing no momento de fazer marketing para clinicas médicas.


Por que investir em marketing na medicina?


Marketing é uma ciência que busca entender a atender necessidades. Por certo, as pessoas em um bairro, cidade, estado ou pais apresentam necessidades de serviços médicos de todas as ordens.


O marketing na medicina começa com a pesquisa de mercado. Um médico que tenha por especialidade a cardiologia deve buscar entender quem é seu público-alvo, suas necessidades e como gostariam de ser atendidos.


Portanto, não basta classificar o público-alvo pela especialidade do profissional. Veja, um cardiologista pode focar em atender idosos com cardiopatias graves, ou ainda se especializar em atender atletas em busca de um excelente rendimento no esporte.


Acontece que não basta segmentar os pacientes por necessidades ou desejos. É preciso também classificar os pacientes por seu interesse e capacidade financeira.


Voltemos ao exemplo do cardiologista que se especializa em idosos com cardiopatias graves. Ele pode escolher trabalhar com idosos pertencentes a classe A somente. Ou pelo contrário, atender somente pacientes dos principais planos de saúde que são mais baratos e voltados às classes C e D.


A segmentação do mercado é uma importante ferramenta a ser aplicada no marketing médico. Segmentar o mercado é escolher qual o perfil de público se deseja atender.


Nunca trabalhe com uma segmentação ampla demais que abarque pessoas muito diferentes entre si, seja na condição financeira ou no nível de necessidades a serem atingidas.


Por outro lado, também não se deve segmentar demais o mercado, pois corre-se o risco de a parcela resutante desse segmento ser pequena demais.


Marketing médico - Posicionamento de mercado


Uma vez que se tenha definido qual o público que o profissional deseja atender na sua clinica ou consultório médico, é preciso definir um posicionamento de mercado.


Você pode posicionar seu nome pessoal, a marca da sua clincia, pelo conhecimento específico ou uma tecnologia diferenciada.


O importante é que o posicionamento seja claro e fácil de ser entendido pelo seu público-alvo.


Voltando ao caso do médico cardiologista que trabalha com o público idoso, o marketing da clinica deve ser trabalhado visando atingir pessoas com 65 anos ou mais.


Para isso é preciso estabelecer um bom plano de marketing médico que contemple as seguintes informações:


  • Qual a proposta de trabalho da clinica ou profissional;

  • Para quem (o público-alvo) ele deseja trabalhar;

  • Onde será prestado o serviço (em consultório, a domícilio, telemedicina, todas as modalidades, etc.)

  • Qual a proposta única de valor do médico ou da clinica, ou seja, em que aspecto a clinica é melhor, mais eficiente ou diferente da concorrência.

  • Quais os objetivos de marketing a serem perseguidos. Ou seja, o que resultados se pretende atingir investindo em marketing (melhoria da imagem da marca, aumento do número de pacientes, migração da carteira de pacientes de convênio para particulares, etc).

  • Qual o plano de ações de publicidade e propaganda médica que devem ser realizadas em um horizonte de tempo (6, 12, 24 meses) para que os objetivos de marketing sejam atingidos.

  • Como vamos medir os resultados? Quais serão as ações de marketing que vão nos levar da situação atual até a conclusão dos nossos objetivos.


Perceba, que o plano de marketing médico deve ser precedido por um bom diagnóstico da situação atual do profissional ou da sua clinica.


Um diagnóstico de marketing bem feito é 50% do sucesso de um projeto de marketing para médicos.


Marketing digital para médicos - O que é isso afinal?


Muito se tem falado em marketing digital na medicina. Apesar de todo o buss gerado sobre o termo, ele não precisa de forma clara do que se trata.


Entenda, marketing é uma ciência. Marketing digital é uma forma de se fazer marketing alocando os esforços de promoção em canais online como Google, Facebook, Instagram, Youtube e demais canais de comunicação digital.


Apesar de muito importante, fazer marketing digital para médicos é algo insuficiente e parcial.


O marketing na medicina começa com a pesquisa de mercado, a identificação de oportunidades de melhoria, a montagem de um bom plano de marketing, a escolha de objetivos e a busca da concretização desses objetivos utilizando ferramentas de publicidade e propaganda que pode ser de marketing digital ou não.


Enfim, uma agência de marketing digital para médicos é focada na promoção da clinica ou do profissional na internet.


Já um agência de marketing médico apresenta uma solução mais completa, envolvendo outros aspectos de marketing como precificação de serviços, imagem de marca, segmentação de mercado, posicionamento estratégico e estabelecimento de ponto comercial, entre outras funcionalidades.


Se você quer saber mais sobre como o marketing médico pode ajudar sua clinica ou consultório a alvancar seus resultados, mudar a prespectiva de mercado e ajudar no desenvolvimento do seu negócio, entre em contato e fale com um de nossos consultores.


Senior Consultoria

Marketing na medicina

+55 (11) 3254-7451

atendimento@seniormarketing.com.br


0 comentário