• Admin

4 ações para implementar na sua clinica durante a pandemia - Atualização para 2021


O que fazer na sua clinica durante pandemia - Atualização 2021
O que fazer na sua clinica durante pandemia - Atualização 2021

No momento em que estamos escrevendo esse artigo o Brasil atinge a triste marca de 300 mil mortos Março de 2021) pela pandemia de COVID-19.


Uma catástrofe dessa proporção atinge de forma ampla todos os setores da sociedade.


Famílias perdem parentes, amigos perdem amigos e muitas pessoas perderam os negócios da suas vidas.


Um cenário muito difícil para todos nós, tanto no campo pessoal, como profissional.

Nós da Senior Marketing temos orientado nossos clientes sobre como proceder nas suas clínicas durante a pandemia de Covid-19, desde o seu início em Março de 2020


Naquela ocasião, nos orientamos empresários do setor de saúde a tomarem algumas medidas fundamentais para a sobrevivência dos seus consultórios e clínicas.


Esse artigo é um complemento e atualização do nosso artigo Coronavírus: 5 ações que sua clínica precisa fazer para sobreviver a pandemia que escrevemos em Abril de 2020.

Mas, mesmo adotando medidas como redução de custos, investir em captação de pacientes, sabemos que muitos fecharam as portas.


De lá para cá a crise se agravou e muitas pequenas clinicas e consultórios não tiveram o fôlego financeiro suficiente para manterem suas operações funcionando.


Tudo indica que ainda vamos ter um primeiro semestre de 2021 bastante duro, desafiando a capacidade dos empresários para se manterem operando e gerando faturamento.


A pergunta que fica então nesse momento é a seguinte: O que fazer durante a pandemia de COVID-19 durante o ano de 2021 para manter sua clínica aberta?

Longe de termos uma resposta pronta ou uma fórmula garantida de sucesso, podemos listar algumas atitudes que você como empresário do setor de saúde vai precisar tomar, ou reforçar, se quiser manter as portas abertas em 2021. Vamos lá!


01 - Rever seu portfólio de serviços


Veja, pesquisas no Google com termos como "tratamento estético" ou "cirurgia plástica" tiveram uma redução drástica em 2020. Já termos como "dentista urgência" e "tratamento dor de coluna" tiveram um incremento nas buscas se comparado ao mesmo período de 2019.


A conclusão aqui é que as pessoas passaram a priorizar serviços de saúde relacionados a necessidades e dores, deixando para um segundo momento serviços mais elaborados como aqueles associados a desejos e a realização de sonhos.

Isso aponta para uma necessidade de rever o seu portfólio de serviços. É preciso que você se pergunte: O que as pessoas não vão deixar de consumir dentro dos serviços que ofereço?


Reformular a sua carteira de serviços é mandatório como medida de boa gestão de serviços em 2021.


02 - Reajustar sua tabela de preços para a realidade presente


Algumas estatísticas do próprio Ministério do Trabalho falam em um contigente de 35 milhões de pessoas sem um emprego formal. Organizações de pesquisa independentes apontam para um contingente de 50 milhões de brasileiros sem uma fonte de renda.


Mesmo que seu público seja da classe A ainda existe um impacto no padrão de consumo.


Claro que existe dinheiro no mercado, mas em tempos de crises prolongadas como o que vivemos agora as pessoas tendem a serem mais moderadas no consumo de bens e serviços.


É necessário que você busque compreender qual o preço de mercado praticado pela sua concorrência e adapte o seu preço ao que o público-alvo tem capacidade para pagar nesse momento.


Lembre-se, a questão do financiamento é fundamental para pessoas das classes B e C, ainda mais nesse momento.


03 - Foco em redução de custos não estratégicos


Custos não estratégicas aqueles custos necessários ao funcionamento da clinica, mas que não geram negócios de forma direta ou clara. Todos os cursos administrativos pertencem a esta categoria: material de escritório, aluguéis, computadores, etc.


Reduzir ao mínimo possível os custos não estratégicos requer o constante questionamento de todo custo não estratégico na sua clinica. Exige considerar que esses custos podem ser eliminados até que alguém prove o contrário.


Em média, as clínicas ocupam duas vezes mais espaço de escritório do que precisam. Em termos de computador, possuem pelo menos três vezes mais capacidade do que precisam.


Aplicar essa inteligência e esse discernimento de modo permanente, saber distinguir entre as despesas estratégicas da clínica que realmente valem a pena existir e os custos estratégicos – é o que faz do trabalho do administrador um desafio constante.


Muitas vezes encontra-se uma clínica na qual esses desperdícios não acontecem.


Mas para maximizar os lucros da sua clínica, reduzir o mínimo possível os custos não estratégicos, precisamos partir desses pressupostos de que sempre é possível reduzir custos.


04 - Comunicação com o mercado


Manter um canal aberto de comunicação com o seu público-alvo é fundamental em momentos com o que vivemos.


As pessoas, de forma geral, estão perdidas, desorientadas com tanta informação negativa chegando todos os dias por todos os lados.


É preciso que você como profissional de saúde, oriente, direcione e passe o máximo de segurança para os seus pacientes.


Não é hora de investir em captação de novos pacientes. É o momento de nutrir o relacionamento com quem já está em tratamento e com seus antigos pacientes.


Só vai ser lembrado daqui há 3, 6 ou 12 meses a frente que manteve um firme relacionamento com seus atuais pacientes.


Conclusão


A pandemia continua forte no Brasil nesse ano de 2021. Esperamos uma melhoria do cenário a partir do segundo semestre quando mais brasileiros estarão vacinados.


Até lá, é preciso adotar uma estratégia de sobrevivência. Fique atento aos pontos que listamos acima. Se precisar de ajudar de uma empresa especializada em gestão e marketing para saúde, entre em contato.


Senior Gestão e Marketing

Gestão e marketing para saúde

(11) 3254-7451

atendimento@seniormarketing.com.br




0 comentário